fbpx

Preço da energia elétrica eleva procura de consumidores por sistemas fotovoltaicos

Para além disso, as discussões sobre sustentabilidade e o esgotamento das fontes naturais ganham corpo ano a ano, angariando mais adeptos da energia limpa.

O aumento da demanda está refletindo, inclusive, na ampliação das operações. De acordo com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSolar), o Rio Grande do Sul é o segundo estado com maior capacidade instalada (16%), atrás apenas de Minas Gerais (25%).

Os módulos solares possuem 40 anos de vida útil e 25 anos de garantia. Os kits completos a partir de seis painéis, incluindo gastos com instalação, projeto e execução, podem custar em torno de R$ 14 mil.

O número de painéis necessários depende do tamanho da residência e da quantidade de energia gasta – que variam de acordo com os eletrodomésticos que se tem em casa, por exemplo.


“Com o custo da energia que temos hoje e os reajustes consideráveis, tu pagas o teu sistema em três anos”, avalia Adriane.

A energia fotovoltaica está no Brasil há quatro anos. De lá para cá, o setor já responde por 480 megawatts de potência instalada no País, distribuídos em 47 mil unidades consumidoras, explica Bárbara Rubin, vice-presidente de Geração Distribuída da ABSolar.

“O Rio Grande deu um salto bem grande de 2016 para cá, sobretudo este ano por causa do ICMS”, diz. Alguns fatores contribuem para a alta da demanda, como a maior disponibilidade de linhas de financiamento para o consumidor e o aumento das tarifas de energia elétrica aprovados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

“O cliente de pequeno porte não tem escolha de onde comprar sua energia. O serviço das distribuidoras, muitas vezes, é de baixíssima qualidade e entrega uma energia cara ao consumidor, em contas de luz que são difíceis de entender.

A geração distribuída dá liberdade para o consumidor”, diz Bárbara. Desde maio deste ano, está em pauta uma revisão que rediscute as normas de distribuição de energia no País a partir de 2019. O setor ainda aguarda a publicação de uma audiência pública para entender a proposta da Aneel.

fonte: Ambiente e Energia

Deixe seu comentário
Fechar Menu